A vida Offline e mais legal. Ja tentou experimentar?

 

Você já parou pra avaliar como usa a internet e o quanto esta dependente de seu Smartphone?

Aquele sentimento que temos, ao olhar a Timeline, de sempre estar perdendo alguma notícia essencial ou de que a vida dos amigos é muito melhor do que a nossa. Um número cada vez maior de pessoas, inclusive euzinho,  está descobrindo que é muito mais divertido aproveitar a própria vida do que acompanhar virtualmente a dos outros (e ter a sua acompanhada)

Serio, eu tenho me esforçado ao máximo pra ficar mais offline depois que sofri uma invasão de um hacker na minha maquina. Esse episodio me deixou bem assustado e me fez repensar meus hábitos cotidianos. Eu utilizo as redes sociais como ferramenta de trabalho, então isso exige uma exposição um pouco maior e um empenho para manter tudo atualizado o tempo inteiro. Eu ja vinha num movimento onde utilizava as redes sociais somente no horário comercial, agora, tenho percebido o quanto esse ritmo frenético me faz mal, me deixa panicado, me maltrata.

A foto do cachorro da amiga é fofa, mas o Fred, meu cachorro,  é mais. Preparar o jantar vai ser mais eficaz para matar a fome do que olhar o check-in do colega em um restaurante. E qual o sentido em ficar lendo os comentários sobre uma festa enquanto você está em outra?

Precisamos reconfigurar nossa relação com a tecnologia. Em vez de usar toda a tecnologia disponível pra viver nossas vidas, nós temos que viver as nossas vidas e usar a tecnologia como ferramentas extras para isso. Se nós não fizermos isso, nos tornaremos escravos. E isso ja esta acontecendo com muita gente que não percebe.

É realmente excitante quando as pessoas dão like em alguma coisa que nós postamos. É  como se fôssemos famosos. Tem uma platéia ali, de maioria de pessoas desconhecidas. “Estranhos gostam do que eu digo? Que bom!”. E nós podemos ter números e os números supostamente nos tornam mais desejados pelas pessoas, pelas marcas e por ai vai.

O que ferramentas como Twitter, Facebook,  Instagram fazem é o que os psicólogos chamam de reforço intermitente. É como um jogo de azar. Vencer é o like, que vem de maneira randômica. Continuo jogando roleta porque a próxima rodada pode me fazer ganhar. Continuo postando pra ver se vem um prêmio.

Nós precisamos pensar: por que estou procurando meu prazer aqui, se poderia fazer isso de uma maneira que me preenchesse mais? É irônico, né? Quanto mais conectados, mais nos sentimos sozinhos. O que a internet promete é conexão e compartilhamento, mas o que entrega é mais uma sensação do que estamos perdendo.

Nós geralmente estamos sozinhos e é importante que a gente entenda que isso vem com coisas boas e ruins. Ficar sozinho não precisa ser uma coisa ruim. Porque a internet é baseada em conexão, quanto menos você tem parece que é pior. Mas esses momentos quando estamos sozinhos de uma maneira boa são momentos de pensamentos profundos que podem nos levar a descobertas maravilhosas sobre o que somos capazes de fazer. E pra mim estamos aqui na Terra para descobrir o potencial dentro da gente e crescer e aproveitar para fazer as coisas nas quais somos bons, que nos deixam animados e felizes. Algumas vezes a gente precisa ficar sozinho para descobrir isso. E o que acontece com a internet é que ela está sempre lá, nos chamando.

Eu odeio quando as pessoas estão olhando para o telefone enquanto estão tendo uma conversa comigo. Acho que uma das coisas mais bonitas que você pode fazer na vida é dar sua atenção completa a um ser humano, é um ato de amor. E é o que faz a conversa cara a cara tão melhor do que a pelo Skype. Quando estamos na presença de outra pessoa, podemos dar toda a nossa atenção a ela, e eles nos dão de volta. E nós chegamos a um lugar tão mais profundo, que nos preenche, do que quando temos conversas no mundo digital. O que prejudica isso é quando as pessoas são distraídas pelos seus telefones.

Nunca deixe de ser curioso. Existem coisas maravilhosas lá fora prontas para serem descobertas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *